Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2015

Agora somos o instante, logo não o seremos.

Imagem
Agora somos corpos refletidos, logo não o seremos.
Foram anos a vê-lo ali, de cigarro na boca, a olhar para quem passava defronte da sua montra, com chuva ou sol, frio ou calor aquele pedaço de passeio era dele e dos interessados no material que vendia. Ali se manteve fiel ao negócio até ao dia da notícia... É simples...naquele passeio do meu quotidiano, de um dia para o outro, desapareceu a sombra que o ocupava… Dos corpos saem negros perfis, nos espaços onde pousam, a luz desenha e divide-os em pequenas ou grandes sombras, de trás para a frente acompanham o solitário caminhar do Ser que, por vezes, de tão distraído que anda, nem dá conta da sua e de outras presentes silhuetas. Quando as olha se assusta, aterroriza ou maravilha-se dando conta do que agora somos, negros quadros saídos da luz, logo não o seremos.