Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2010

E o Natal não termina

Com o desejo de Boas Festas Natalícias, dou conta do que foi o meu 25/26 de Dezembro. Preparo-me agora para a passagem de mais um ANO e daqui desejar, também para todos vós, uma entrada com ATENÇÃO.
Satisfeito, junto dos meus, festejei mais uma festa do renascimento HUMANO, segundo a crença que sigo. Este ANO mascarei-me de Pai Natal propósito para alguém que nunca experienciou a imagem e simpatia deste secular velhinho. Foi, muito, entusiasmante sentir na pele a responsabilidade de levar, junto dos meus mais queridos, uma mensagem de calor humano vivenciado na realidade. Os embrulhos ficaram segundarizados para elevação da dita mensagem. Tentei e consegui encher aquela sala de admiração, surpresa e incredulidade. Dizia-me uma das surpreendidas: - Nem parecias tu – estimulante conseguir o efeito desejado que de real só mesmo o nome que figurava. Um Natal assim faz sentido, sendo esta a mensagem concluída, naquele grupo que comigo festejou. Mas para mim ainda não terminou.
Preparo-me ago…

O Sonho Chamado Pai Natal

Apesar do meu quase meio século de vida, ainda vivo de sonhos. E como dizia o poeta, de pseudónimo, António Gedeão,“O sonho comanda a Vida”. A figura do Pai Natal, apesar de inúmeras lendas, não deixa de ser uma ficção real em cada um de nós, Pais, Mães, Filhos, Amigos…… Nós somos aquilo que queremos ser, isto é incontornável. Pais Natal todos gostavam de o ser mas nem todos o podem ser. Existem, milhentas, formas de o tornar real, pelo AMOR, AMIZADE, TOLERÂNCIA, PERDÃO, etc., um sem número. Mas nem TODOS o querem figurar. Eu tento e ajudo a tentarem.
Ironicamente, este Ano, já escrevi ao Pai Natal, onde aludo ao supérfluo. Nada de anormal, se atendermos aos luxos presenciados nas nossas TV’s e afins. Como adoro o conceito, da partilha, vou partilhar convosco a minha carta, tendo sido ajudado, pela minha Daniela, uma vez que sozinho a não conseguia escrever e tudo por culpa da minha falta de originalidade em pedidos.
Meu querido Pai Natal, informo-te da minha lista de prendas para o…

Quase era Natal….

Imagem
Na minha cidade, (Porto), ontem foi invadida por, 17,721 mil, aspirantes a Pais Natais, número superiormente superado ao do ano passado, 15 Mil. A cidade embeleza-se de vermelho, destoando o azul desportivo, à 3 Anos consecutivos, no objectivo de alcançar o seu recorde Mundial, no afamado livro de recordes.
Em conjunto com a minha prole, contribuí em todos os objectivos, numa interior satisfação vermelhante, expondo-a, uma vez por Ano, na minha cidade. Uma alegria dobrada. Sinto-me contagiado, pela emoção de outras eras, na beleza estampada nos rostos, dos pequenos corações que ainda dão um sincero sentido à época Natalícia. As crianças. Também era assim no meu tempo embora nós não precisássemos de desfiles para dar brilho à data.

Natal

Os que por aqui entram constatam que tenho andado por aqui, não para vociferar, mas aprimorar a apresentação do nosso cantinho. É verdade; aprimoramentos, bem, comprovados, aquando da vossa entrada, aqui. Aqui procurarei criar o sentimento, do espírito, Natalício. As Boas-Festas em 80 línguas, a contagem decrescente para o grande dia, e a seguir postagens Natalícias.
Nestas constantes modificações, para além do melhoramento funcional e visual, aprendo a utilizar os recursos, que estas funcionalidades, bloguistas, me oferecem. Uma aprendizagem mais aprofundada sobre a que detinha. O facto de eu já alterar, algumas, linhas de comandos do Blogue constitui para mim um marco de grande sabedoria e prazer.Com ajuda claro e de alguém que conheço só pelo nome, ou seja, um Blogger, que ajuda quem dele necessita. Afinal estamos todos interligados na mesma rede Mundial dos Blogues….
É com esta exemplar entreajuda que vos desafio a deixarem aqui testemunhos dessa voluntariedade, gratuita, praticada. …